Voltar à página inicial

Twitter Facebook Youtube SoundCloud Instagram

boletim

O que o vôo do Falcão pode nos ensinar sobre a Virtude da Fortaleza? Descubra.

17 junho 2016
Comentários desativados em O que o vôo do Falcão pode nos ensinar sobre a Virtude da Fortaleza? Descubra.

O vôo do Falcão.


.
Plinio Corrêa de Oliveira


.
O falcão tem uma capacidade de vôo que parece desproporcionada para seu tamanho: vôo retilíneo, indicando total ausência de medo.

.
E
le ataca e agarra com toda segurança sua presa. Sua larga visão precede a ação, por isso ele não hesita. Isto nos dá uma idéia de qualidades morais próprias do homem.

É belo considerar um homem que discerne de longe o adversário.

É bela a alma do homem que, tendo visto o inimigo da Igreja, investe sobre ele sem nenhuma vacilação e no momento oportuno, com uma proeza semelhante à do falcão cortando os espaços.

É metafisicamente bela a causa que desfecha na ação, e também a ação precedida do jogo da inteligência.

.
No caso do falcão, sua vista é o símbolo da inteligência aguda que perscruta ao longe.

.
O falcão só possui instinto animal, mas sua ação de atacar e conquistar a vitória, depois voltar fiel e pacífico para junto de seu dono;

É uma imagem da vontade humana que realiza o que a inteligência mostrou, e depois repousa.

Falcão com suas imponentes asas abertas.

É nobre e metafisicamente bela a tranqüilidade do homem que cumpriu o que deveria ser feito, empregando todas as suas qualidades;

Pois é belo a causa produzir o efeito e este desenrolar-se segundo as leis de sua própria natureza, até seu último extremo.

.
.
.
.
.
.
É também bela esta forma de temperança que leva a causa a produzir todo o efeito desejado, e encontrar seu repouso ao terminar a ação.

.
Tudo isto é metafisicamente belo, e poder-se-ia dizer que é divinamente belo.

Quando nos referimos à ação que obedece à inteligência, não se trata de uma idéia abstrata, mas constitui imagens de Deus.

.
São realidades cuja beleza não é senão um espelho da beleza divina, a qual vamos contemplar por todos os séculos dos séculos na glória d´Ele;

.
Se até lá nos levar, como esperamos, a mão misericordiosa de Nossa Senhora.

.
.
Fonte: http://bit.ly/1UWpmxd

.
*  *  *

Você quer receber os melhores e exclusivos Conteúdos Católicos, Orações, Mensagens antes de todo mundo? É GRÁTIS e terá seu nome inscrito em uma Santa Missa.

.
.
Então clique AQUI e descubra como!

.
.

 

Como deve ser nossa Vida Espiritual? Descubra com esses 3 simples passos.

16 junho 2016
Comentários desativados em Como deve ser nossa Vida Espiritual? Descubra com esses 3 simples passos.

Santa Teresinha do Menino Jesus, um exemplo de virtude a ser copiado.


.
A vida espiritual ordinariamente consta de três estações:

.
.
N
a primeira, edificamos nós; na segunda, destrói Deus esse nosso edifício; na terceira, edifica Ele o seu.

.
Na primeira há virtudes imperfeitas; na segunda, virtudes purgando-se; na terceira, virtudes já purgadas.

.
Na primeira, consolações sensíveis; na segunda, desamparos e tribulações; na terceira consolações espirituais e muitos dons e favores de Deus.

.

.
.
Fonte: S MAIS BELAS PAGINAS DE BERNARDES – Mario Ritter Nunes – Editora Melhoramentos, São Paulo – 1ª. edição, 1966, p. 103

.
*  *  *

Seu e-mail tem espaço para Deus?

.

Clique aqui e deixe Deus entrar no seu dia-a-dia!

.

.

 

O Segredo da Perfeição na Vida em Família está aqui. Veja. (Parte II)

15 junho 2016
Comentários desativados em O Segredo da Perfeição na Vida em Família está aqui. Veja. (Parte II)

Família Católica reunida


.

Continuação do Post anterior…
http://www.aascj.org.br/home/?p=41225 

.
.

São Francisco de Sales, doutor da Igreja, disse que:

.
“Os esposos não devem amar-se somente com um amor natural, como fazem os entes irracionais, nem somente com amor humano, como os pagãos.

Mas os maridos devem amar as esposas como Cristo ama a Igreja, e as mulheres devem amar os maridos como a Igreja ama a Cristo, portanto com um amor santo(…)”.

.
O amor puramente natural, vê-se claramente, é um amor indigno, sensual, ao qual os cônjuges católicos não devem se vincular, pois é desordenado e egoísta:

.
Visa somente os prazeres do corpo, violando assim a santidade do matrimônio. Este é o amor carnal que os adeptos do amor livre procuram para si… terrível e hedonista.

O amor humano é bem descrito neste trecho de artigo da Revista Época:

“A cada duas semanas, Mônica e o marido deixam as crianças com babás ou alguém da família para pegar um cinema ou jantar.”

É o amor que só existe por causa das afinidades comuns.

.
“Eu me casei com Fulano porque ele gosta dos mesmos filmes que eu, porque a aparência dele me agrada, porque ele faz as minhas vontades”.

.
Poderíamos batizar esta relação de “casamento de interesse”, que só dura enquanto duram estes pequenos prazeres em comum.

Quando as responsabilidades começam a aparecer e o tempo livre desaparece, impossibilitando estas distrações, o casamento entra em crise…

E alguns dizem a famosa frase “descobri que estou casada/o com um estranho!” 

.
Segundo o santo bispo de Genebra, o amor do marido deve ser como o de Cristo em relação à Igreja; e o amor das esposas deve ser como o da Igreja em relação à Cristo.

.
Ora, com que palavra pode ser descrito o amor de Nosso Senhor pela Sua Igreja e vice-versa? Somente uma: Perfeição.

.
A perfeição consiste, sempre de acordo com a Igreja, em procurar o fim mais elevado das coisas.

.
Não se limita somente a evitar pecados, sejam eles graves ou veniais, nem a evitar os pequenos defeitos.

É também isto: combater nossos vícios e mesmo os menores defeitos. Mas, é acima de tudo “defender e promover os direitos sagrados…”;

Do lar e “…constituir, em toda força do termo, uma sociedade cristã” (Pio XII, Alocução de 16 de setembro de 1951).

Pio XI, na encíclica Casti Connubii (31 de dezembro de 1931) disse que os cônjuges   devem se auxiliar para uma “… formação e perfeição interior cada vez melhores”, pedindo o auxílio de Deus para “… chegar ao cume da perfeição cristã”.

Então, concretamente, o que o casal católico deve procurar para a vida de família?

Deve, se guiando pelos princípios estabelecidos desde sempre pela Igreja (na voz dos papas, santos e dignos prelados e sacerdotes);

.
Fazer de seu lar uma verdadeira escola de santificação, onde não se pautam pelo pensamento do mundo.

.
Deve, portanto, evitar aqueles hábitos que causam desordens.

Por exemplo, limitar ou mesmo evitar o uso da televisão é uma boa iniciativa para quem deseje uma relação mais próxima com os familiares:

.
Quando a TV está ligada, é notável como as conversas familiares diminuem, o costume de fazer as refeições à mesa vai sendo substituído pelo de fazê-las em frente à tela… e;

.
Para piorar, o que é assistido geralmente ofende à moral, já que são frequentes os programas com mulheres semi-nuas, temas imorais ou preconceituosos em relação à fé católica.

O mesmo pode-se dizer, por tabela, dos vídeo-games, computadores, celulares, etc…

.
Geralmente os filhos são os mais atraídos para estes entretenimentos: e, quando entram, dificilmente serão comedidos.

.
Assim, vão pouco a pouco trocando a família pelos jogos e amigos virtuais.

Isto pode chegar a tal situação que os pais já não conhecem mais os próprios filhos: cria-se uma barreira virtual que rouba os filhos à família.

.
.

Fonte: Blog As chamas do lar católico.

.

*  *  * 

.

Ligue agora para nossa Central de Intenções e inclua seu nome na Missa pela Proteção da Família.

.

.
Ligue agora para:

.
0800 774 7557
(grátis para todo o Brasil)

.

.

 

 

O Segredo da Perfeição na Vida em Família está aqui. Veja. (Parte I)

14 junho 2016
Comentários desativados em O Segredo da Perfeição na Vida em Família está aqui. Veja. (Parte I)

Família reunida rezando o Santo Rosário diante da imagem de Nossa Senhora.


.
A família católica não é como outra família qualquer.

.
P
ara nós, ela é a família por excelência: se inicia com o casamento, “instituído pelo próprio Deus no princípio do mundo para a propagação e conservação do gênero humano e;

Por Ele decretado indissolúvel, (…) feito mais indissolúvel e mais santo ainda por Cristo, que lhe conferiu a dignidade de Sacramento, e dele fez a figura da sua união com a Igreja” (Leão XIII, Quod Apostolici Muneris, 28 de dezembro de 1878)

Assim, a família surgida do sacramento do matrimônio é o único modelo de família reconhecido pela Igreja.

.
Esta família se baseia na união indissolúvel de um homem e uma mulher com vistas à geração e educação da prole, e auxílio mútuo do casal.

.
Já de início é possível perceber a enorme distância desta família católica daquelas outras, chamadas de família, mas que verdadeiramente, no sentido cristão, não o são.

A começar pelo laço eterno entre esposos: isto quer dizer que o casamento católico não acaba… não existe divórcio, como nas uniões realizadas pelos protestantes ou no civil.

Nosso Senhor foi veemente quanto a isto, dizendo“Portanto, já não são dois, mas uma só carne. Portanto, o que Deus uniu, o homem não o deve separar” (Mt 19,6; cf. Mc 10,9).

Depois, o dever da procriação: dever singular, que não permite o uso de quaisquer meios artificiais para “evitar” a vinda da prole.

.
Então, é impensável para um casal católico o uso de pílulas anticoncepcionais, dispositivos-intrauterinos, preservativos…

.
A Igreja, pela voz do sacerdote, nos pergunta no momento da celebração do matrimônio: “aceitam os filhos que Deus lhes confiar?” A resposta, obviamente, só pode ser uma: “sim”.

E se a resposta é sim, quer dizer que devemos estar sempre abertos à vida . Desde tempos imemoriais, a família numerosa foi considerada uma benção de Deus; nas Sagradas Escrituras se diz:

Tua mulher será em teu lar como uma vinha fecunda. Teus filhos em torno à tua mesa serão como brotos de oliveira (Sl 127,3)

Mas, não basta a indissolubilidade e a procriação para fazer de uma família a imagem verdadeira do lar católico.

.
Santo Afonso de Ligório diz que a educação cristã é obrigação dos pais: “os pais pecam, se não ensinam a seus filhos as coisas da Fé e da salvação eterna”.

.
Estes são os pressupostos para a existência de uma família católica: ou seja, os elementos básicos que formam a família cristã, de acordo com a Igreja.

.
(Continua…) 

.
.

Fonte: Blog As chamas do lar católico.

.

*  *  * 

.

Ligue agora para nossa Central de Intenções e inclua seu nome na Missa pela Proteção da Família.

.

.
Ligue agora para:

.
0800 774 7557
(grátis para todo o Brasil)

.

.

Os Católicos adoram as imagens? Veja essa aula sobre a Idolatria e descubra a verdade.

13 junho 2016
Comentários desativados em Os Católicos adoram as imagens? Veja essa aula sobre a Idolatria e descubra a verdade.

Altar da Igreja do Valongo na cidade de Santos-SP


.
Há católicos que ficam confusos quando os evangélicos afirmam:“Os católicos adoram imagens”.

.
D
izem isso porque em nossas igrejas existem imagens representando Jesus, Nossa Senhora e os santos, o que seria uma desobediência a ordem de Deus em seus mandamentos:

“Não farás para ti escultura, nem figura alguma do que está em cima, nos céus, ou embaixo, sobre a terra. Não te prostrarás diante delas e nãos lhes prestarás culto”. (Ex 20, 4-5).

À primeira vista, temos a impressão de que de fato existe alguma coisa de errado em colocar imagens em igrejas e outros lugares.

Todavia, quando examinamos as Sagradas Escrituras e também a prática dos primeiros cristãos transmitimos algo diferente:

.
Deus permitiu em determinados casos o uso de imagens, e nunca a Igreja Católica levou seus fiéis a adorá-las.

.
O significado da palavra idolatria

Idolatria é formada por duas palavras de origem grega: eidolon (imagem) e latreia (adoração). Desse modo, significa que o ídolo é transformado em objeto de adoração ou morada de uma divindade.

.
Num sentido mais amplo, também indica outras realidades que acabam ocupando o lugar de Deus: dinheiro, poder, lazer, pessoa, etc.

.
Quantas vezes uma pessoa se escandaliza com o uso das imagens por parte dos católicos e não percebe a presença da idolatria em sua mente e em seu coração;

Influenciando hábitos e costumes a ponto de fazer sombra ao próprio amor de Deus.

Este é o ensino de São Paulo, em Cl 3.5: “mortificai, pois, os vossos membros terrenos: a fornicação, a impureza, a lascívia, os desejos maus e a avareza, que é uma idolatria”.

.
A idolatria é um dos mais graves pecados da criatura contra o seu criador. Por que? Significa a invasão da soberania de Deus sobre o mundo, uma diminuição da Sua glória e de Seu poder.

.
.
Fonte: Retirado do livro “Católico pode ou não pode? Por que?” – Pe. Alberto Gambarini

.
*  *  *

Ligue agora para nossa Central de Intenções e inclua seu nome na Missa das Causas Impossíveis do Coração de Jesus.

.

.
Ligue agora para:

.
0800 774 7557
(grátis para todo o Brasil)

.

.

« Página anteriorPróxima Página »

GRÁTIS.
Coloque seu e-mail abaixo e receba orações, conselhos católicos e Mensagens de fé

Pesquisar no site

Veja o que acabamos de publicar

  • Rezar pelos filhos é algo essencial. Veja essa oração eficaz pela proteção dos filhos. Leia Mais +
  • Aviso: Um domingo sem Missa é…! Veja o que diz São João Maria Vianney sobre isso. Leia Mais +
  • Com esse sinal você também poderá vencer qualquer desafio! Veja. Leia Mais +
  • Os Três Conselhos que você deve seguir sempre. Veja quais são. Leia Mais +
  • Santa Teresa D’Ávila foi salva por São José! Veja como aconteceu. Leia Mais +
  • O que o vôo do Falcão pode nos ensinar sobre a Virtude da Fortaleza? Descubra. Leia Mais +
  • Como deve ser nossa Vida Espiritual? Descubra com esses 3 simples passos. Leia Mais +
  • O Segredo da Perfeição na Vida em Família está aqui. Veja. (Parte II) Leia Mais +
  • O Segredo da Perfeição na Vida em Família está aqui. Veja. (Parte I) Leia Mais +
  • Os Católicos adoram as imagens? Veja essa aula sobre a Idolatria e descubra a verdade. Leia Mais +

Clique aqui para escrever os seus pedidos e agradecimentos a Santo Expedito

Seu nome e seus pedidos na
Missa do Sagrado Coração
de Jesus?

Ligue 0800 774 7557
(5083 3003 para São Paulo)

Topo ↑

Inclua agora seu nome na Missa de Súplicas ao Coração de Jesus.
Ligue grátis de qualquer lugar do Brasil:

0800 774 7557

Política de Privacidade